Conheça destinos exóticos para intercâmbio

Os destinos mais procurados por intercambistas acabam concentrando grande parte dos brasileiros. Para optar por outra realidade, a escolha de lugares considerados “exóticos” – por fugirem do senso comum – pode ser uma boa alternativa para quem deseja aprimorar a língua e conhecer a cultura de locais diferentes.

De acordo com pesquisa realizada pela World Study, os destinos mais procurados por estudantes durante o primeiro semestre de 2018 foram Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Austrália e Irlanda. Buscando alternativas a esse cenário, destinos pouco procurados podem apresentar benefícios interessantes aos intercambistas.

Para o nosso consultor, Taynon Santana, essa experiência pode ser enriquecedora. “Tanto para o cunho profissional, social ou cultural, a vivência em um país considerado exótico contribui para a formação do intercambista. Além de tudo, a prática diária poderá proporcionar um maior crescimento no idioma e, sobretudo, os destinos podem ser considerados de baixo custo quando comparados ao mais procurados”, destaca.

Em entrevista ao Leia Já, o consultor listou alguns destinos que podem ser considerados na hora de viajar e pontuou suas características. Confira a lista para quem deseja praticar o inglês e espanhol:


Chipre
Uma ilha no mediterrâneo com praias de tirar o folego. Localizado ao largo das costas da Síria e Turquia, o destino é uma ótima opção para quem prefere um clima parecido com o brasileiro. As praias são o carro chefe, mas ainda há uma gastronomia com temperos de gregos e turcos.
O euro é a moeda utilizada e, mesmo assim, é considerado um país de custo de vida baixo. Com uma cultura que alia o místico dos gregos e turcos, o local oferece aos interessados aproximação à língua inglesa e ainda é possível ter contato com outros idiomas.


Filipinas
Do lado dos países asiáticos, o vasto arquipélago abriga diversas ilhas com características únicas e opções turísticas para todos os gostos. O clima, muito parecido com o brasileiro, ajuda na hora da adaptação. Mais uma vez, as praias são uma ótima opção. A culinária tem influência da cultura oriental.
Essa aproximação é uma ótima alternativa para quem deseja desenvolver a língua inglesa e gosta da cultura oriental, mas pretendia ir ao Japão e China, por exemplo. Com o dólar americano, o intercambista tem um alto poder de compra e um custo total de viagem que barato.

Costa Rica
Considerada a Suíça da América Central, o país oferece uma ótima opção de lazer em região caribenha. Entre as opções, parques e reservas ecológicas que podem ser visitadas. A língua falada é a espanhola.
No país, o sotaque é diferenciado e pode contribuir para os estudantes que preferem reconhecer novas perspectivas no idioma. Utilizando o dólar americano, os visitantes podem contam com receptividade e grande valorização da cultura local.

Guatemala
Para os praticantes da língua espanhola, o destino é mais barato na América Central. Oferecendo uma cultura rica e ligada às heranças indígenas e cultura maia, o país apresenta uma realidade que diverge da globalização, graças à sua população concentrada em algumas partes do país – esse ponto auxilia na aprendizagem do espanhol considerado “enraizado”.
Ainda assim, a opção pode ser uma ótima alternativa para quem deseja, também, vivenciar novas experiências e visitar outros países nas redondezas. Amantes de programas radicais podem curtir as regiões montanhosas e vulcões.

República Dominicana
Considerado a Miami do Caribe e ainda assim se mostra uma opção em conta, o país é ótima oportunidade para os intercambistas que desejam praticar o espanhol. As praias com águas cristalinas são a maior atração. Com grandes hotéis e opções de entretenimento variadas, o destino desponta como um dos que estão em ascensão.
A cultura local proporciona uma imersão em grandes monumentos históricos que fazem parte da história do país. O clima é parecido com o brasileiro e moeda utilizada é o peso dominicano. E Punta Cana desponta como um dos destinos no país com maior procura.

Por fim, ainda de acordo com o consultor da WA Intercâmbios, os preços médios para as viagens citadas dependem da modalidade escolhida pelo intercambista. Há pacotes com valor de R$ 6 a R$ 10 mil para quem deseja estudar e ter acomodação garantida no país de destino, a partir de 90 dias, sem a aquisição das passagens aéreas. Já com as passagens inclusas, o pacote mais em conta, também de 90 dias, custa a partir de R$ 10 mil.

Fonte: www.leiaja.com

 

Chat Whatsapp